Menu:

Vôo solitário,
Como solitária é a noite.
Cruzo miríades de estrelas,
Mas não me encontro em nenhuma.






 
Sites relacionados:

arrow CincoVentos Ensemble
arrow Femusc
arrow Tove's Artquilts
arrow Meu site antigo



 
Pesquisar:


you can use AND, OR, NOT operators for your search


Well I feel deep in my heart there are wounds time cant heal
And I feel somebody somewhere is trying to breath...

16 Oct, 2009 - thomas Comentários: 747



Eu? vou estranho, como nunca e como sempre...
Apegado ao vazio que me preenche,
Inalando dor, exalando acalantos...

Sou filho do vento que me carrega,
Hirto de tantos princípios,
Frouxo de rir...

Talvez um dia, um raio de sol me pesque! me
Ilumine por um instante e me faça ser não só
Filho do vento, mas
Brisa que acaricia os rostos,
Que refresca os ares,
Que faz sentido...

06/09/2009

06 Sep, 2009 - thomas Comentários: 836



Maybe it was the light -
That blazing shiny light that
Quickly burning, gently sparkling
Touched my heart right from your eyes...

Maybe just your smile -
Those sweet cherry lips slightly trembling,
Quietly filling my soul with desire,
Turning my will into your wishes...

And I could keep on looking for a reason:
The twisting color of your hair,
The way you move your perfect body,
The joyful charm of all those freckles...

But no matter what I find, what I choose,
What would ever be enough to
Explain the way I feel
From the first and each time
I had your your lips on mine?

11/10/2007

08 Apr, 2008 - thomas Comentários: 654



Algumas poesias recentes...

E era tudo tão simples...
Era o viver um soltar-se ao vento,
O peito a proa a rebentar as ondas,
Cortando o mar ao sabor do destino...

Então um dia cruzaste meu caminho -
Misto de suave brisa e redemoinho afoito,
Varre o meu convés torcendo meus panos,
Me envolvendo em seus sopros, perdendo o meu tino...

E antes que eu me dê conta, minha antes simples vida
Conspira contigo e me faz refém de seus caprichos,
Dona que és enfim dos segredos de meu peito;

Porque agora é em ti que me solto (aos ventos),
É por ti que atravesso os mares,
E é de ti que faço o meu Norte...

20/10/2007

08 Apr, 2008 - thomas Comentários: 725