Menu:

Vôo solitário,
Como solitária é a noite.
Cruzo miríades de estrelas,
Mas não me encontro em nenhuma.






 
Sites relacionados:

arrow CincoVentos Ensemble
arrow Femusc
arrow Tove's Artquilts
arrow Meu site antigo



 
Pesquisar:


you can use AND, OR, NOT operators for your search

Três poemas curtos, que escrevi há 5 anos...

Ontem

Sinto o peso do passado.
Tenho consciência dos passos que dei.

Desejos de arrependimento.
Saudades de Momentos.

Mas já não pertenço ao que se foi.

Foi-se.
Já não é.



Amanhã

Espero.

Desejo o que almejo.

Mas o Porvir é impalpável...

Se o alcanço, já é;
Se é, já foi, e não é mais.
Nunca foi.


Hoje

Venho do Nada.
Vou para o que não é.

Vivo o instante, na fração de Tempo entre um "não ser" e outro.

Existo na imponderabilidade do Presente,

Cônscio do Absurdo dessa Consciência.

(05/04/2002, no meu falecido Travel Journal...)

29 Jun, 2007 - thomas - visto 33276x



  • 1 comentário :

  1. From: Raíssa
    São tão bonitinhos! ... Parabéns! =*
    29 Jun, 2007, 23:20:33

  • Deixar comentário

This item is closed, it's not possible to add new comments to it or to vote on it