Menu:

Vôo solitário,
Como solitária é a noite.
Cruzo miríades de estrelas,
Mas não me encontro em nenhuma.






 
Sites relacionados:

arrow CincoVentos Ensemble
arrow Femusc
arrow Tove's Artquilts
arrow Meu site antigo



 
Pesquisar:


you can use AND, OR, NOT operators for your search

É quando à Esperança, derradeira moribunda,
Dá-se o desejo de repouso eterno.
É quando na alma o olhar que cai
Sequer percebe sonhos, fé, futuro.
É quando fio de faca é o sentir no peito,
E a dor que vaza é do amor o sangue.
É quando nada resta,
Quando não há ganho que supere a perda,
Quando desistir soa redenção.
É quando em meu peito cavo a última cova,
Destino final do derradeiro anseio
Por um amor que jamais tive.

13 May, 2010 - thomas - visto 46035x



  • Deixar comentário

This item is closed, it's not possible to add new comments to it or to vote on it