Menu:

Vôo solitário,
Como solitária é a noite.
Cruzo miríades de estrelas,
Mas não me encontro em nenhuma.






 
Sites relacionados:

arrow CincoVentos Ensemble
arrow Femusc
arrow Tove's Artquilts
arrow Meu site antigo



 
Pesquisar:


you can use AND, OR, NOT operators for your search

Devagar escorre a noite entre meus dedos.
Do vagar na noite fiz meu tédio, a
Circular pela aridez de meus sonhos, meus desejos.

Jaz minh'alma em meu corpo calabouço,
Morta por dentro, lânguido suspiro às avessas.
Mortalhas de mim mesmo,
Sombras de meu velho jardim cobrem o solo infértil, seco, triste...

Sou Homero de mim mesmo, cego dando horizontes aos que não sabem ver...

"Lembra que o sono é sagrado"...


26 Jan, 2010 - thomas - visto 161032x



  • Deixar comentário

This item is closed, it's not possible to add new comments to it or to vote on it